Home > Empreendedorismo > Entenda o conceito de organização formal e informal e como funcionam na rotina da empresa

Entenda o conceito de organização formal e informal e como funcionam na rotina da empresa

iStock / Getty Images Plus / daizuoxin A organização formal possui um conjunto de normas e procedimentos previamente estabelecidos, enquanto a organização informal se estrutura a partir da convivência e conveniência.

A organização formal é formada por um conjunto de atributos, condutas, procedimentos e normas previamente estabelecidas para dar sustentação à rotina empresarial, mantendo as diversas variáveis do negócio alinhadas e caminhando no mesmo sentido.

Em outras palavras, a organização formal está diretamente ligada à conduta organizacional, que passa pela leitura dos valores institucionais e pelo código de ética corporativa e profissional. Trata-se da forma como são estruturados os processos, como são divididas as tarefas, como é distribuída a informação e outras variáveis estruturais e funcionais.

A organização formal também diz respeito à hierarquia, ao plano de cargos e salários, às interações entre os departamentos, à estrutura funcional e às obrigações individuais. Convém que essa organização formal seja aceita e cumprida, uma vez que só assim a sua eficácia pode ser avaliada, razão pela qual é preciso ficar atento a outra face do comportamento organizacional, que é a organização informal.

Diferença entre organização formal e informal

A diferença básica entre organização formal e informal é que essa última se estrutura a partir da convivência e conveniência. Não se trata de um modelo estruturado pela organização, mas de um fenômeno espontâneo e não controlado: o que estabelece os alicerces da organização informal é o conjunto de interações entre os colaboradores, em que estão presentes uma série de variáveis.

A organização informal cria seus próprios códigos, sua ética e padrões de comportamento aceitáveis. É importante ressaltar que esses padrões podem ser diversos, muitas vezes gerando conflitos internos e acomodação de forças. Isso acontece porque cada força busca seu espaço, o que leva a uma negociação sutil, quase imperceptível.

Quando organização formal e informal se chocam

Isso acontece quando os gestores percebem que a organização formal está perdendo espaço e que há línguas diferentes sendo faladas no âmbito interno, o que pode representar uma grave ameaça à integridade da organização. No conflito entre organização formal e informal, portanto, pode haver um desalinho na visão, nos valores e nas condutas.

Isso acontece muito frequentemente em empresas em que as lideranças são frias e ausentes, onde a comunicação interna é falha e o recrutamento é pouco criterioso — que não privilegia a contratação de pessoas que possuem princípios, condutas, objetivos e visão de mundo alinhados com os da empresa.

A organização informal não é essencialmente uma ameaça. Muito pelo contrário: é um processo natural, uma vez que uma organização abriga pessoas com características diversas, o que também é bom para potencializar a capacidade de gerar ideias e respostas para problemas diversos. É necessário, entretanto, que haja um conjunto de lideranças capazes de manter o alinhamento entre o que está proposto e estabelecido formalmente e as diversas condutas individuais e de grupo dentro da empresa.

Matérias Relacionadas