Home > Empreendedorismo > Quais as principais dificuldades de quem decide ter um negócio próprio?

Quais as principais dificuldades de quem decide ter um negócio próprio?

Ao deixar de ser funcionário para ser patrão, empreendedor precisa estar pronto para enfrentar os desafios que essa vida nova impõe

© Depositphotos.com / AndreyPopov Engana-se quem pensa que empreendedores levam uma vida flexível.

O Brasil é o 5º país do mundo com mais empreendedores dedicados, ou seja, aqueles que, mesmo com toda a burocracia e dificuldades econômicas, leva adiante seu desejo de abrir o próprio negócio. Esses dados são de um estudo elaborado pela startup Expert Market. Os primeiros países do ranking são Botsuana, Malta, Timor Leste e Gabão.

Para realizar o estudo, a Expert Market usou como base um levantamento do Banco Mundial com 130 países que aponta as dificuldades que cada um deles oferece aos profissionais que desejam se tornar empreendedores. A análise levou em consideração três quesitos: tempo para registrar oficialmente o negócio, tempo para providenciar o que é necessário para o negócio funcionar efetivamente e os custos básicos envolvidos.

Entretanto, há quem pense que as dificuldades terminem quando a empresa é inaugurada. Mas a realidade é bem diferente. Isso porque, conforme explica o mentor de pequenas e médias empresas, Marcus Marques, ao optar por abrir seu próprio negócio, um empreendedor sai da segurança de um emprego diretamente para a responsabilidade de comandar a sua empresa.

Empreender é enfrentar desafios

Marcus Marques comenta que, para as pessoas que sonham em voar com suas próprias asas, ter seus negócios próprios é uma realização. Entretanto, existem algumas dificuldades que passam a fazer parte da rotina de quem decide empreender.

Veja algumas delas elencadas pelo consultor:

Manter a disciplina
Quando você diz para alguém que tem uma empresa, grande parte das pessoas logo pensa que sua vida é incrível e que, por não ter horários fixos, como de um emprego convencional, você pode ir para casa cochilar ou ficar vendo TV sempre que quiser. Quem já é dono do seu negócio, obviamente, sabe que isso não passa nem perto da realidade. Não ter um chefe que lhe impõe horários e delega trabalhos não significa não ter tarefas para fazer.

Se um empreendedor for agir como essas pessoas pensam que é a sua vida, a empresa nunca irá sair do lugar. Por mais que possa parecer tentador poder sair a qualquer hora sem dar satisfações, é necessário haver disciplina para o trabalho. O segredo é se planejar e organizar todos os horários, tanto de trabalho quanto de lazer, assim dá para fazer tudo sem prejudicar o andamento dos negócios.

Administrar o capital
Conseguir capital para abrir ou investir em um negócio pode não ser uma tarefa das mais fáceis. É importante se planejar financeiramente para conseguir reunir todo o dinheiro necessário para a empresa começar a funcionar, talvez buscar um fundo de investimentos. Independentemente da origem do capital, o empreendedor deve estabelecer as suas prioridades para realizar uma gestão financeira eficaz.

Uma empresa não precisa apenas de dinheiro para ser criada, mas também de capital de giro para cobrir as despesas de seu funcionamento até que comece a dar lucros, o que costuma demorar alguns meses. Por isso, planeje-se para administrar o capital do seu negócio, mantendo o foco nas prioridades.

Contratar as pessoas certas
As pequenas empresas precisam construir uma equipe forte e a pessoa certa para esse tipo de negócio pode não ser a mesma pessoa certa para uma empresa de maior porte. Em uma pequena empresa, os funcionários podem passar por situações novas e diferentes a cada dia. Por isso, é importante que eles se sintam confortáveis com o clima de incerteza e sejam flexíveis para se adaptar às mudanças que podem vir a acontecer.

Ao realizar um processo de seleção para novos colaboradores, procure pensar de forma diferente dos recrutadores de uma grande empresa, pois os métodos tradicionais podem não ser a abordagem mais indicada. É importante que o candidato esteja pronto para desafios e acredite no futuro do negócio.

Conciliar o lazer com o trabalho
Um dos maiores desafios para os novos empreendedores é controlar o tempo, pois muitos acabam focando apenas na empresa, deixando o lazer de lado. Por mais que um negócio no início precise de um pouco mais de dedicação, é muito importante reservar um tempo ao lazer, à família e aos amigos. Além de ser benéfico para a saúde do empreendedor, isso também é positivo para o negócio, já que ele voltará ao trabalho revigorado.

Para conseguir ter tempo para tudo, um bom planejamento faz toda a diferença. Tenha uma agenda, seja ela de papel ou um aplicativo no computador ou celular, e nela registre todos os compromissos, priorizando os mais importantes. Dessa forma fica mais fácil conseguir se dedicar aos negócios sem prejudicar a sua vida pessoal e vice-versa.

Conhecer o seu público-alvo
Um erro bastante comum cometido pelos donos de pequenos negócios é começar sem ter um profundo conhecimento a respeito do seu público-alvo. Se você quer vender seus produtos ou serviços, é fundamental conhecer quem serão os seus clientes em potencial, a fim de se direcionar a eles na hora de desenvolver o seu produto e divulgá-lo durante todo o processo.

O ideal é pesquisar o máximo de informações possíveis antes de abrir sua empresa, porém, se você já abriu, nunca é tarde para começar a fazer a coisa certa. Realize pesquisas de satisfação com seus atuais clientes e pense, também, naquele que pode ser o seu nicho. Ou seja, um segmento que tenha ligação com o seu, mas que seja pouco explorado, essa pode ser uma oportunidade incrível para você fazer ótimos negócios.

Matérias Relacionadas