Home > Gestão de Pessoas > Como contratar um plano de saúde para seus funcionários

Como contratar um plano de saúde para seus funcionários

iStockPhoto / daizuoxinÉ preciso calcular e planejar bem a forma de contratação do plano de saúde

Além do salário, o plano de saúde é um dos maiores atrativos para profissionais na hora de se candidatarem a uma vaga. Além de ser um excelente benefício para o colaborador, é uma garantia para a empresa, que terá seu funcionário bem cuidado e com um bom suporte.

Na hora de escolher o melhor plano de saúde para sua empresa oferecer como benefício aos colaboradores, é importante analisar quais as vantagens oferecidas por cada operadora. O valor é o primeiro item a ser analisado, pois de nada vale o plano oferecer inúmeras vantagens e não ter um valor competitivo. O comum é que a empresa negocie o valor com a seguradora de saúde e repasse o restante para os funcionários, descontando em folha de pagamento. A adesão por parte dos funcionários não deve ser obrigatória. Para tanto, um termo deverá ser preparado pelo setor jurídico da empresa, com apoio do mesmo setor da operadora de plano de saúde, para que o funcionário leia e assine. Neste termo ele deverá informar sua idade, se deseja incluir dependentes e o tipo de acomodação em caso de internação, enfermaria ou apartamento. Além disso, um questionário que analisará a decorrência de doenças pré-existentes é uma questão importante no fechamento do contrato.

Outro fator importante a ser analisado ao contratar uma operadora de saúde é a sua abrangência. Em caso de cidades grandes, como São Paulo, o plano de saúde local basta. Caso a empresa se localize no interior, vale um plano regional. E, no caso de possuir funcionários que viagem pelo país, um plano de saúde de abrangência nacional é mais válido.

Em caso de empresas com funcionários em situações de risco, como motoboys, trabalho em altura e construções, é preciso negociar valores nas renovações, pois as chances de aumento do uso são maiores. Os reajustes ocorrem anualmente, de acordo com normas da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) e a inflação do período.

Para empresas com grande incidência de internações e aumento significativo do uso do plano de saúde no período de um ano, recomenda-se a realização de programas de prevenção. A presença de profissionais da própria operadora, como nutricionistas, enfermeiros, psicólogos e médicos, que possam prestar consultoria e palestras para os funcionários, ajudam na redução do uso do plano. Incentivar os colaboradores a praticarem exercícios, fornecer alimentação de qualidade e saudável, realizar a prática de ginástica laboral também são métodos que ajudam na saúde, bem-estar e redução do uso do plano.

O importante é analisar bem o contrato, facilidades, vantagens e valores oferecidos por cada operadora e escolher a que melhor se enquadra em cada necessidade. O setor jurídico, juntamente com o RH é o mais indicado para analisar o caso.

Matérias Relacionadas