Home > Gestão de Pessoas > Confira as vantagens e desvantagens do recrutamento e seleção internos

Confira as vantagens e desvantagens do recrutamento e seleção internos

Prático, com baixo custo e fator motivador, as vantagens de um recrutamento interno vêm chamando a atenção dos empreendedores

Foto: © Depositphotos.com / ridofranz

Existem duas formas de iniciar um recrutamento para uma vaga de trabalho: busca interna ou no mercado. Mas a dificuldade de encontrar profissionais qualificados, o alto custo de um processo de seleção e a falta de tempo dos recrutadores e das empresas, vem tornando a prática do recrutamento interno cada vez mais comum dentro das empresas.

A retenção de talentos representa uma ótima oportunidade para motivar os funcionários da companhia, que se veem estimulados a desempenhar um trabalho melhor. Eles também aprendem a valorizar ainda mais a empresa. Além disso, a baixa rotatividade confere à empresa uma credibilidade no mercado e vantagem competitiva em relação às concorrentes.

Dentre as outras vantagens, está o fato de que os candidatos internos são conhecidos pelos gestores – competências, princípios e valores – e estão habituados com a cultura da empresa.

Esta prática vem se tornando tão corriqueira, que algumas empresas divulgam as vagas primeiramente para o público interno e recorrem ao networking ou ao banco de dados apenas quando não conseguem cobrir a vaga.

Apesar das vantagens, o processo conta com grandes desvantagens. De acordo com especialistas, é comum que o rigor desses recrutamentos internos seja menor e haja falhas no processo seletivo. Dessa forma, há tendência de um descontentamento com o profissional, que acaba não tendo o rendimento esperado e muitas vezes não se encaixa verdadeiramente na função.

Passo a passo deve ser seguido

Para que haja mais chances de sucesso na escolha do candidato, é preciso fazer um planejamento. Em primeiro lugar, deve-se questionar aos candidatos se os mesmos desejam participar e deixá-los à vontade na sua escolha. Explicar que a “promoção” traz também maiores responsabilidades e necessidade de amadurecimento.

Foto: © Depositphotos.com / pressmaster

Depois, é preciso recorrer ao processo comum: agendar e realizar entrevistas, testes psicológicos, provas técnicas e dinâmicas. Quando esse passo a passo é respeitado há uma valorização da política organizacional da empresa e um entendimento de que existem regras de seleção. Dessa maneira, a chance de êxito nas escolhas da área de Recursos Humanos, especialmente nos processos de recrutamento e seleção internos, é muito maior.

Matérias Relacionadas