Home > Gestão de Pessoas > Saiba o que é banco de talentos e como a ferramenta ajuda no processo de recrutamento

Saiba o que é banco de talentos e como a ferramenta ajuda no processo de recrutamento

A gestão de pessoas realizada de forma estratégica é fundamental para atrair, estimular, capacitar e identificar os talentos em uma organização

Fonte: Depositphotos

A gestão estratégica de pessoas é fundamental no desenvolvimento de competências dentro das organizações. No mercado atual, o gerenciamento dos recursos humanos se tornou diferencial decisivo para o sucesso empresarial. Por este motivo, empresas têm investido cada vez mais no desenvolvimento de talentos e potencialidades de suas equipes.

Hoje, uma das principais estratégias gerenciais relativas às pessoas é a formação do banco de talentos, através da identificação de habilidades e potenciais. Para tanto, pergunta-se: quantos talentos escondidos existem na minha empresa? Conhecer bem estes profissionais permitirá posicioná-los nas funções mais adequadas, dinamizando e otimizando os resultados.

O banco de talentos consiste em um banco de dados que reúne informações sobre as pessoas, desde dados cadastrais (nome, endereço, telefone…) até questões sobre a vida profissional, formação, atividades, projetos, aptidões, etc. Estes registros – feitos tanto interna como externamente – são aplicados para contratações, promoção de cargos e identificação de competências.

Através deste levantamento é possível estruturar o histórico do colaborador, avaliar o desempenho, fornecer feedback, assim como mapear competências individuais e organizacionais para formar profissionais altamente capacitados.  Além de representar um ganho em produtividade e desempenho, também demonstra a valorização da equipe de profissionais.

Estes dados também facilitarão o processo de recrutamento de novos profissionais, permitindo uma avaliação detalhada das competências e uma seleção mais precisa e eficiente dos perfis que preenchem os critérios e características definidas para o cargo.

A criação do banco de talentos exige, além da captação dos dados, a organização, a elaboração de mecanismos para o fácil acesso às informações, e, por fim, a aplicação, que utiliza a ferramenta para dar suporte na tomada de decisões dentro das organizações.

Matérias Relacionadas