Home > Guia de Carreiras > Entenda o conceito de autoemprego e suas principais características

Entenda o conceito de autoemprego e suas principais características

gpointstudio / iStock / Getty Images Plus O profissional que busca pelo autoemprego tem como foco manter uma produção alta, sem medir esforço em dobrar sua jornada de trabalho e acumular funções.

O termo autoemprego ainda não é muito conhecido no mercado de trabalho, mas define perfeitamente um tipo de profissional independente e capaz de transformar seu conhecimento a respeito de determinado assunto em um produto a ser disponibilizado no mercado.

Frequentemente confundido com o termo empreendedorismo, o único ponto em comum que o autoemprego tem com o ato de empreender é a busca pela independência de contratos profissionais e a maior liberdade em sua execução. Mas ambos seguem caminhos práticos diferentes.

O que é autoemprego?

Tendência entre as novas gerações, o autoemprego tem sido muito comum nos últimos tempos, especialmente com o alto índice de desemprego e a necessidade de aumentar a renda familiar. Este conceito geralmente é explorado por profissionais que estão enfrentando o mercado de trabalho e, por iniciativa própria ou falta de oportunidades, precisam se tornar um produto consumível por empresas.

Em outras palavras, esses profissionais avaliam sua formação e fazem o possível para torna-la mais interessante a partir de ideias inovadoras, cursos extras e qualificações diferenciadas. Em seguida, eles se oferecem ao mercado com preços competitivos e agilidade para se destacar.

Em geral, o profissional do autoemprego valoriza sua autonomia, mas acaba exercendo sua tarefa de forma semelhante de quando estava empregado. Ele costuma formalizar contratos profissionais por um determinado período e muitas vezes precisa cumprir horários ou se dedicar muito tempo para entregar a tarefa no tempo determinado.

O foco do autoemprego é manter uma produção alta, que seja capaz de proporcionar rendimentos equivalentes a uma média salarial estipulada por ele. Para atingir esse objetivo, ele não mede esforços em dobrar jornadas de trabalho e acumular funções.

Especialistas afirmam que o autoemprego é mais do que exercer uma atividade profissional terceirizada, mas sim uma postura de vida. Nesse caso, mesmo o profissional estando empregado numa empresa, ele pode ser considerado com um autoemprego quando possui autonomia para atuar em sua função. Trata-se de uma forma de encarar suas habilidades profissionais com segurança, ciente de que pode usá-las independentemente das circunstâncias em que se encontra.

Diferença entre autoemprego e empreendedorismo

O empreendedorismo e o autoemprego possuem em comum a busca pela liberdade e autonomia profissional. Mas as comparações param por aí. Sem qualificar o melhor ou pior, cada um tem um papel diferente no mercado de trabalho, embora costumem ser bastante confundidos.

Enquanto no autoemprego o profissional trabalha com liberdade, mas mantém as mesmas atividades que tinha quando era empregado, o empreendedor é um investidor de ideias e negócios. Com perfil inquieto e que não se conforma com resultados aquém do seu objetivo, ele sabe delegar funções e está sempre se cercando de pessoas capazes de realizar um trabalho de excelência, em prol do desenvolvimento da empresa que está formando, não importa o tamanho.

Ambos não estão protegidos pelos direitos trabalhistas e abriram mão do décimo terceiro salário, das férias, vale refeição e carga horária pré-determinada, para desbravarem um caminho mais árduo e sem garantias. Cada um traça o caminho que é mais adequado ao seu próprio perfil pessoal, fazendo com que o mercado se renove ainda mais.

Matérias Relacionadas