Home > Gestão de Pessoas > Especialista dá dicas para delegar tarefas com segurança

Especialista dá dicas para delegar tarefas com segurança

iStock / Getty Images Plus / anyaberkut Delegar tarefas exige conhecimento do perfil dos liderados, bem como capacidade de confiar no outro, de acompanhar os processos e de avaliar as condições.

Ocupar uma posição de liderança é sinônimo de muitas responsabilidades não apenas com a empresa, mas com os colaboradores que fazem parte da equipe. Isso porque, muito além de um simples chefe, o líder é um profissional capaz de inspirar seus liderados e fazer com que eles cumpram as metas estabelecidas pela organização, além ser visionário, saber se comunicar, ter criatividade e possuir um espírito empreendedor.

Um bom líder também precisa conhecer muito bem seus liderados, de modo que ele consiga delegar as tarefas com a intenção de aproveitar as habilidades de cada um da melhor forma possível, levando a equipe a alcançar resultados cada vez mais positivos. Designar uma atividade a um profissional não é tão simples como parece, já que também demanda confiança e capacidade de orientar o colaborador de maneira clara e específica.

De acordo com Luciano Salamacha, consultor em estratégia empresarial e professor da fundação Getúlio Vargas, líderes que concentram muitas tarefas e preferem produzir o próprio resultado ao invés de delegar são inseguros ou apresentam um alto nível de exigência. Embora esses sejam perfis profissionais opostos, o especialista aponta que ambos caminham para um futuro de performance comprometida e excesso de trabalho.

Salamacha explica que a palavra “delegar” vem do latim, e traz o significado de dar confiança a outro para que ele faça aquilo que você faria. Para o professor, este é um ato que demonstra bondade e desprendimento, além de favorecer o fortalecimento das relações e levar ao crescimento individual de todos os envolvidos. O especialista aponta, porém, que muitas pessoas ainda têm dificuldades para se desprender das tarefas e passa-las para os outros.

8 dicas para delegar tarefas com tranquilidade

Para facilitar o ato de delegar, Salamacha listou oito itens que todo gestor deve ter em mente para distribuir as tarefas com sucesso e tranquilidade. São elas:

Não projete a culpa no outro

Ao delegar, o gestor deve assumir responsabilidade total de seu ato — e jamais se esquivar, especialmente se as coisas não saírem conforme o esperado. “Um chefe que culpa o subordinado por um erro na missão não sabe gerir”, aponta Luciano Salamacha.

Acompanhe o processo

Delegar vai muito além de simplesmente passar uma tarefa para outra pessoa e depois cobrar sua execução: é preciso acompanhar o processo e entender as dificuldades de quem está realizando o trabalho.

Avalie quem está recebendo a responsabilidade

Sempre considere se a pessoa que está recebendo a tarefa realmente tem capacidade, preparo e qualificação para assumir este compromisso.

Sempre avalie as condições

Além de levar em conta as características do colaborador que vai assumir a tarefa, é preciso avaliar se a empresa oferece estrutura e condições para que ele execute o trabalho de acordo com o que foi solicitado.

Crie etapas

Se a tarefa for muito grande, complicada ou diferente do que os colaboradores estão acostumados a executar, o ideal é delegar por etapas.

Entenda que delegar é um processo

Tanto para a equipe como para o gestor, delegar é um processo que traz ensinamentos e crescimento. Fique atento para sempre tirar lições de cada tarefa delegada — com sucesso ou não!

Evite o totalitarismo

Jamais seja radical ou faça parecer que a tarefa delegada se trata de um teste de “vida ou morte”. É importante que o colaborador sinta confiança no gestor, seja para tirar dúvidas em relação à tarefa, seja para expor suas dificuldades.

Confie

Delegar é um ato de confiança não apenas no colaborador, mas em sua capacidade como gestor. Por isso, assuma o papel de líder e trabalhe junto com sua equipe.

Matérias Relacionadas