Home > Motivação > Pesquisa identifica o funcionário ideal na visão dos jovens profissionais

Pesquisa identifica o funcionário ideal na visão dos jovens profissionais

iStock / Getty Images Plus / blocberry Para a maioria dos jovens brasileiros, o funcionário ideal é aquele gosta do que faz e supera as expectativas.

O conceito de “funcionário perfeito” pode ser muito variável. Isso porque as características necessárias para que um indivíduo seja considerado um bom profissional dependem muito da cultura da empresa e dos objetivos organizacionais. Em geral, as empresas procuram por colaboradores criativos e que tenham valores e habilidades capazes de contribuir para o crescimento do time como um todo.

Para tentar entender o que os jovens entendem como características profissionais desejadas, o Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) fez a seguinte pergunta a mais de 27 mil brasileiros com idade entre 15 e 26: “como deve ser o funcionário ideal para uma organização?”. O resultado revelou que a maioria deles acredita ser importante superar as expectativas e ser apaixonado pela profissão.

Realizado entre o final de abril e o começo de maio de 2018, o estudo revelou cinco perfis diferentes de “profissional ideal”. Para a maioria dos entrevistados (47,15%), é essencial que o colaborador siga as normas estabelecidas e ainda consiga superar as expectativas de seu gestor. A coordenadora de treinamos do Nube, Rafaela Gonçalves, aponta que esse é um padrão que garante maior segurança e estabilidade nas relações de trabalho, fazendo com que os projetos sejam realizados com excelência.

O perfil seguinte, apontado por 31,06% dos participantes da pesquisa, é aquele que tem paixão por seu trabalho. De acordo com os entrevistados, atuar com algo que seja prazeroso é fundamental para a realização profissional, já que há mais chances de que o colaborador manter sua automotivação.

Para 9,64% dos participantes, o segredo do funcionário ideal é ser indispensável, enquanto 6,19% acreditam que é preciso estar disposto a criticar e receber bem um feedback. Por fim, 5,95% dos jovens afirmaram que não existe um colaborador ideal, assim como nenhum emprego é perfeito.

De acordo com Rafaela Gonçalves, cada ambiente corporativo exige uma série de adaptações por parte do profissional, que precisa se encaixar na empresa para se tornar o funcionário ideal para ela. Para a especialista, ao assumir tarefas, o profissional deve fazer um bom planejamento para entrega-las no prazo, além de sempre contribuir com ideias e projetos capazes de agregar valor ao grupo. “Isso sim fará cada um se tornar peça fundamental”, conclui.

Matérias Relacionadas