Home > Gestão de Pessoas > Saiba quais são as consequências do horário de verão nas empresas

Saiba quais são as consequências do horário de verão nas empresas

Implementar horários mais flexíveis durante o horário de verão pode contribuir para que os funcionários tenham um ritmo de trabalho muito mais produtivo

gldburger / iStock / Getty Images Plus Devido a mudança de horário, os trabalhadores nesse período podem apresentar um cansaço excessivo.

O horário de verão foi implementado no Brasil em 1931, durante o mandato do então presidente Getúlio Vargas. Porém, foi apenas na gestão de Lula que esta medida foi instituída de maneira permanente no País: começando à meia-noite do terceiro domingo do mês de outubro de cada ano, e indo até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte. O principal objetivo é reduzir o consumo de energia elétrica nos horários de pico, entre as 18h e 21h, estimulando empresas, estabelecimentos e residências a aproveitar mais a luz natural.

Neste ano de 2017, o horário de verão começou no dia 15 de outubro, passando a valer em dez estados brasileiros e no Distrito Federal. Pela primeira vez em muitos anos, foi realizado um estudo para entender os efeitos dessa mudança na saúde e no bem-estar dos brasileiros.

A pesquisa observou que existem, sim, pessoas diurnas e noturnas, e que o relógio biológico de cada um está inteiramente relacionado com sua saúde e bem-estar. Esta é uma constatação que ajuda a entender porque muitas pessoas não conseguem se adaptar ao horário de verão, enquanto outras adoram a mudança.

Segundo os especialistas, o período de adaptação do organismo é de no máximo duas semanas. Durante esse processo, as pessoas podem sentir diversos efeitos em seu organismo, que podem ir desde dores de cabeça e insônia até problemas gástricos.

Consequências do horário de verão para as empresas

Os pesquisadores também notaram que, por conta da mudança de horário, os trabalhadores podem apresentar atrasos e cansaço nesta época do ano — o que prejudica consideravelmente sua produtividade e afeta diretamente a execução e entrega das tarefas do dia a dia. Como forma de tentar eliminar este problema, muitas empresas e startups têm implementado jornadas de trabalho mais flexíveis durante o horário de verão.

Uma delas é a startup Cobli, uma empresa especializada em rastreamento, telemetria e gestão de frotas que permite que seus colaboradores trabalhem nos horários em que se sentem melhores e mais produtivos. O sócio-fundador da empresa, Rodrigo Mourad, afirmou ao site Olímpia 24h: “Nós deixamos os funcionários escolherem o próprio horário justamente porque acreditamos que isso os deixa mais envolvidos, motivados e produtivos durante o dia. Isso também os ajuda a evitar horários de pico de trânsito e contribui para uma diminuição do estresse nas equipes”.

Além da flexibilidade de horário, a startup implementou vários espaços para descompressão do colaborador, que incluem uma sala de videogame, uma de descanso e leitura e uma de minigolfe. Todas essas mudanças contribuem para que os funcionários tenham um ritmo de trabalho melhor e muito mais vantajoso e produtivo, de forma a não prejudicar a sua saúde e bem-estar.

Matérias Relacionadas