Home > Orientação Profissional > 8 habilidades do mundo real que as faculdades não ensinam a você

8 habilidades do mundo real que as faculdades não ensinam a você

Existem competências que muitas empresas procuram nos profissionais, mas que não vêm com o diploma

iStock.com / g-stockstudio Saber liderar equipes, se relacionar e saber administrar feedbacks são algumas dessas habilidades procuradas.

Cursar uma faculdade abre um leque de oportunidades para quem deseja começar a ganhar espaços mais expressivos no mercado de trabalho. Toda a teoria aprendida em sala de aula certamente servirá de base para tornar os futuros profissionais mais preparados para desempenhar suas atividades.

Entretanto, muitas das habilidades e experiências exigidas no dia a dia de trabalho não se aprendem na faculdade. E são muitas delas que tornam um profissional diferente do outro. Quer saber quais são elas? A colunista da Forbes, Laurence Bradford, enumerou oito delas para você:

Networking e construção de relacionamento

“Quem você conhece” tem mais valor do que você possa imaginar. Networking, em poucas palavras, é conhecer novas pessoas em um contexto profissional, é a construção de relacionamentos ao longo do tempo. Esta habilidade é essencial, pois 85% do sucesso de uma pessoa se deve à sua “engenharia humana” – sua personalidade, comunicação, habilidades de negociação e inteligência emocional.

Definir metas realistas de carreira

Esta é uma habilidade importante em qualquer trabalho. O estabelecimento de metas é valioso para o desenvolvimento pessoal e para o crescimento. Onde você quer estar daqui a cinco anos? Essa meta, quando quebrada em partes menores, se torna mais fácil de conquistar. Além disso, saber onde você quer estar em cinco anos é útil durante entrevistas de emprego.

Priorizar tarefas e oportunidades de emprego

A capacidade de analisar cada uma de suas tarefas e classificá-las em ordem de importância é uma habilidade que pode ir além do local de trabalho. É o aprender a dizer “não”. À medida que crescer em sua carreira, um fluxo de oportunidades aparecerá no seu caminho, e você precisará priorizar o que mais importa, colocando algumas coisas em segundo plano.

Usar feedback para fazer revisões

Na faculdade os professores às vezes devolvem papéis e testes com comentários escritos sobre eles… Mas, raramente, você refaz seu projeto com base nessas sugestões. No entanto, isso é algo que as pessoas em todos os tipos de carreiras terão que fazer: obter feedback, analisá-lo e fazer mudanças baseadas nele. Isso pode ser difícil, especialmente quando você não concorda com as alterações propostas. Mas em qualquer trabalho você deve colocar seu ego de lado. Não importa se você é um empregado, freelancer ou proprietário de um negócio tradicional: para ser bem-sucedido, você tem que ouvir seu chefe ou seus clientes e levar em conta seus feedbacks.

Colaborar em uma equipe multifuncional

Por “multifuncional”, entendo ser um grupo de pessoas com conhecimentos funcionais diferentes que trabalham em conjunto para alcançar um objetivo comum. Poderia ser um engenheiro, desenhista, testador de garantia de qualidade e um redator trabalhando juntos para terminar um produto. Isso é completamente diferente dos projetos em grupo da faculdade, nos quais todos possuem regras similares. Pessoas que trabalham em equipes multifuncionais devem ser confiáveis para se comunicar sem problemas, mesmo quando todos têm papéis totalmente diferente.

Escrever no trabalho

Independentemente de qual faculdade cursou, você provavelmente teve que escrever. Trabalhos de pesquisa, relatórios científicos e similares. Mas a escrita acadêmica é muito distante da escrita que você fará no trabalho. Quer um exemplo? E-mail. O que importa é ser capaz de comunicar de uma forma clara, concisa, profissional e gentil. Isso também se aplica aos memorandos, relatórios e cartas de apresentação.

Venda e negociação

Vender as suas ideias e a si mesmo é algo que não é ensinado na faculdade, mas você pode perder oportunidades se não tiver a confiança necessária. Você consegue aquele emprego dos sonhos com a venda de si mesmo para um recrutador. Você consegue investidores para a sua startup com a venda de sua visão. Você negocia um aumento de salário vendendo-se a si mesmo.

Liderar uma equipe

Em aulas da faculdade você nem sempre terá a chance de liderar uma equipe. Às vezes isso acontece quando se trabalha em um projeto de grupo, mas este geralmente se transforma em um compartilhamento estranho de responsabilidades (já que, por vezes, uma pessoa acaba fazendo todo o trabalho por se preocupar em tirar uma boa nota). No trabalho a verdadeira liderança envolve saber quem você é e o que representa, sendo confiável para delegar sabiamente, mantendo a integridade e tendo a capacidade de ouvir e trabalhar ao lado de outras pessoas.

Matérias Relacionadas