Home > Governo > Pesquisa: apenas 12% acreditam que alunos da rede pública estão preparados para o mercado

Pesquisa: apenas 12% acreditam que alunos da rede pública estão preparados para o mercado

iStock / Getty Images Plus / junce Dados encontrados pelos pesquisadores apontam um crescimento no número de brasileiros que acreditam que alunos da rede pública são pouco preparados para o mercado.

De acordo com números encontrados pela pesquisa “Retratos da Sociedade Brasileira”, elaborada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o movimento Todos pela Educação, cerca de 88% dos brasileiros não acreditam que os estudantes do ensino médio da rede pública estejam devidamente preparados para ingressar no mercado de trabalho.

Para chegar a essa porcentagem, divulgada no começo de abril, o CNI entrevistou cerca de 2.000 pessoas em 126 municípios. Para entrevistar os participantes, os pesquisadores disponibilizaram outras quatro categorias de avaliação, além da opção “Bem preparado”: razoavelmente preparado, pouco preparado, despreparado, não sabe/não respondeu.

Em comparação com a edição de 2013 do mesmo estudo, um dado que chamou a atenção foi o crescimento do número de entrevistados que acreditam que os alunos da rede pública estão pouco preparados (de 26% para 32%) e/ou despreparados (de 16% para 23%). Enquanto isso, as categorias “bem preparado” e “razoavelmente preparado” apresentaram queda na votação, de 14% para 12% e de 41% para 30%, respectivamente. Já a opção não sabe/não respondeu, permaneceu nos 3%.

Os pesquisadores acreditam que esse resultado está associado ao fato de que os brasileiros entendem que os recursos públicos dedicados à educação básica são mal gerenciados. O problema não tem relação com a falta de recursos em si, visto que 81% dos entrevistados credita o desempenho irregular dos estudantes à má utilização da verba destinada para a pasta.

Outro dado interessante da pesquisa aponta que 74% das pessoas concordam que o ensino de baixa qualidade é fundamentalmente prejudicial para o desenvolvimento do País – uma vez que a educação está diretamente ligada à formação de novos profissionais para o mercado.

Matérias Relacionadas